• Menu
  • Menu

Dicas para não se perder no aluguel de carro

Alugar um carro é uma forma eficiente de conhecer efetivamente um país como a Irlanda, com poucas cidades grandes e diversas atrações naturais espalhadas pelo país. Se seu destino de turismo é Paris, Londres ou Berlim, vai ser perda de dinheiro. Mas se a jornada é um pouco mais longa e distante, vale a pena. Há alguns cuidados a tomar, no entanto. Eles foram levantados pelo site especializado Thrillist. Eis algumas dicas.

Nunca pague adiantado pelo aluguel do carro
Os preços variam de acordo com oferta e demanda e, ao contrário das passagens de avião, por exemplo, não vale a pena pagar antes – mesmo se a companhia escolhida oferece descontos da ordem de 10% ou 15%. Reserve um carro, mas não pague adiantadoi. A reserva, normalmente, é livre de taxas. Se você achar muito caro ou resolver cancelar, não há risco de perder dinheiro.

Nunca pague adiantado por combustível
A agência provavelmente vai oferecer combustível pré-pago. Recuse também. Os preços são obviamente mais caros do que os que você vai encontrar no posto. Quando precisar devolver o veículo, abasteça novamente nas imediações e guarde o recibo. Pode ser que a agência exija uma taxa de abastecimento, que pode ser evitada se você provar que encheu o tanque há pouco.

Peça uma “colher de chá” para a devolução
O termo em inglês é “drop-off grace period”, o que significa que a agência vai te conceder uma tolerância quanto ao momento de devolução do carro. Normalmente, elas são bem estritas sobre o horário. Como você estará dirigindo por caminhos que provavelmente conhece, pode ser que se atrase por algumas horas. Isso pode evitar multas.

Evite alugar carro no aeroporto
Evite fazer qualquer coisa no aeroporto, na verdade. Trocar dinheiro, comer ou fazer compras – a não ser que seja no dutyfree – vai sair mais caro de qualquer maneira. O mesmo se aplica para o aluguel de carro.

Dispense o GPS do veículo
Em tempo de tecnologia avançada, não há motivo suficiente para pagar a mais por um GPS embutido no carro. Em alguns casos, vai sair mais barato comprar um chip de celular de alguma operadora local ou mesmo usar seu roaming, se você tiver um número europeu e estiver dentro da área de cobertura. Caso contrário, há aplicativos  como o Google Maps que permite download de mapas para usá-los offline: é possível pesquisar endereços e determinar rotas de carro.

Para ver o artigo em inglês, clique aqui.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.