• Menu
  • Menu

Irlanda reunida poderia fazer parte da União Europeia

Desde o início dos debates sobre a saída do Reino Unido da União Europeia uma possibilidade, já não tão distante, vem sendo estudada: a união entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda. De acordo com o jornal The Guardian, o primeiro-ministro irlandês, Enda Kenny, afirma que o acordo para o Brexit deve incluir a possibilidade da Irlanda do Norte retornar ao bloco econômico europeu. Recentemente, líderes da União Europeia também referiram-se ao assunto, relatando aceitar a Irlanda do Norte como integrante do bloco se um referendo aprovar a união da província britânica com a República da Irlanda.

Caso não exista um acordo entre Reino Unido e União Europeia, a construção de uma fronteira física entre as duas Irlandas pode se tornar realidade, cenário que não agrada nenhuma das partes. O fato de que a Irlanda do Norte, assim como a Escócia, teve a maioria dos votos a favor da permanência na União Europeia durante o referendo para o Brexit (56%) também é um fator importante no debate.

Desde o anúncio oficial do Brexit, a República da Irlanda teme pelo impacto econômico que a decisão pode desencadear, considerando que o Reino Unido é o principal parceiro comercial do país. Em uma perspectiva diferente, contudo, com a saída do Reino Unido, a Irlanda passa a ser o principal país da União Europeia a ter o inglês como língua oficial, fator que deve atrair investimentos. O cenário deve também chamar atenção de mais intercambistas e a possibilidade de uma união entre Irlanda do Norte e República da Irlanda poderia beneficiar os novos estudantes que chegam na Ilha Esmeralda.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.