• Menu
  • Menu

Gafes e situações das quais você pode fugir na Irlanda

A parte que muitos intercambistas mais apreciam ao conhecer um novo país é experimentar momentos únicos e conhecer culturas e costumes diferentes. Em meio a euforia da descoberta e a vontade de desbravar o novo, contudo, muita gente acaba cometendo pequenas gafes no caminho e a Irlanda está cheia delas. Por essa razão, a plataforma Destination Tips preparou uma lista de coisas para não se fazer na Ilha Esmeralda. Afinal, explorar é sempre uma aventura para a qual é bom estar bem preparado.

Algumas gafes casualmente cometidas por turistas e estudantes giram em torno da cultura irlandesa, como falar sobre Leprechauns, por exemplo. Essas figuras mitológicas fazem parte do folclore irlandês da mesma forma que o saci ou o curupira fazem parte do folclore brasileiro e os nativos normalmente acabam achando o assunto mais chato que interessante.

Outras situações que podem causar alguma controvérsia trazem um contraste entre a cultura genuinamente irlandesa e a cultura irlandesa nos Estados Unidos, onde vivem centenas de imigrantes da Ilha Esmeralda. No Saint Patrick’s Day, por exemplo, o tradicional bacon com repolho não é tão popular na Irlanda quanto nos EUA e um drink conhecido como “Irish Car Bomb” pode soar ofensivo no país europeu. Nem nos EUA ou na Europa, contudo, é indicado tentar incorporar o sotaque irlandês ao seu discurso, soltando frases como “Top of the Morning”. Nenhum irlandês usa expressões como essa e o fato de você tentar imitar os locais pode acabar irritando-os.

Tradições, por sua vez, estão presentes na cultura regional e algumas delas giram em torna do consumo de bebidas. Quando você estiver com um grupo de amigos o pub, por exemplo, é normal que uma pessoa pague pela rodada de drinks da vez, mas você também deve pagar por uma delas, quando sua vez chegar. E muita gente se engana quando pensa que os irlandeses passam a noite no pub até amanhecer. A maioria dos locais fecham por volta da meia noite ou uma da manhã e depois disso geralmente o pessoal se junta na casa de alguém para curtir noite adentro.

A última indicação do que não fazer, talvez a mais importante delas, seria essa: restringir sua visita a Dublin. A maioria das pessoas não possui tempo suficiente para conhecer o país inteiro e a capital da Irlanda é realmente encantadora, mas a Ilha Esmeralda vai muito além dos locais tão conhecidos por turistas e a melhor experiência, certamente, é vivida junto da comunidade irlandesa. Aproveitar ao máximo sua experiência no exterior é o mais importante.

[button link=”https://www.enjoyintercambio.com/orcamentos/” (target=”_blank”) (size=”medium”) (style=”outline”)]Gostou do que viu? Solicite seu orçamento[/button]

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.