• Menu
  • Menu

Censo 2016 cita imigrantes brasileiros na Irlanda

A Irlanda não para de crescer. Isso é o que apontam os dados do Censo 2016, divulgados pela Central de Estatísticas Oficiais do país. De abril de 2011 a abril de 2016 (data da pesquisa) o país cresceu 3,8% e um dado interessante, especialmente para os brasileiros, chama atenção. De 82.346 pessoas que se mudaram para a Irlanda desde o último Censo, 54.203 são imigrantes não irlandeses e os principais países de origem deles são Brasil, Reino Unido e Polônia. Outra parcela desde mesmo grupo é representada por irlandeses que moravam em outros países e resolveram imigrar para a Irlanda, somando 28.143 pessoas.

Além de apontar o crescimento populacional do país, a cada cinco anos o Censo apresenta dados e estatísticas sobre diferentes fatores, como envelhecimento, família, nacionalidade, estado civil, religião e moradia. A média de envelhecimento dos irlandeses, por exemplo, passou de 36.1 anos (em 2011) para 37.4 anos (em 2016). O número de pessoas irlandesas com dupla nacionalidade cresceu para 104.784 habitantes e mais de 600 mil residentes na Irlanda falam línguas estrangeiras, sendo a mais comum delas o polonês.

Considerado um país religioso, o Censo aponta que o número de pessoas que se declaram sem religião aumentou de 269.800 para 468.400, de 2011 para 2016, e o número de católicos caiu para 78,3% da população, em comparação com os 84.2% registrados na última pesquisa. Este também foi o primeiro ano em que o Censo registrou o casamento de pessoas do mesmo sexo na Irlanda, apontando 4.226 moradores com esse perfil.

Traçando um panorama geral do país, o Censo também aponta dados específicos de cada região da Irlanda e permite uma análise mais detalhada de suas maiores cidades. Durante o período de cinco anos, Dublin cresceu 5,8%, Cork cresceu 4,6% e Galway aumentou sua população em 4,2%. Mais informações sobre o país podem ser conferidas no relatório completo aqui.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.