• Menu
  • Menu
bagagem

Transporte de bagagem para Europa começa a ser cobrado; entenda

A companhia aérea portuguesa TAP se tornou a primeira a adotar a cobrança do transporte de bagagem para passageiros com destino à Europa. Passageiros que compraram passagem a partir de 1º de agosto para voar de 1º de setembro em diante já se viram obrigados a desembolsar valores que chegam até a R$ 300. Entenda.

Até então, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) obrigava as companhias a transportarem bagagem despachada sem custos extras. Os limites eram de duas malas de até 32 kg. Essa obrigatoriedade, no entanto, foi derrubada, e agora a TAP inaugurou a tendência, que deve chegar a outras empresas.

Agora, o limite foi reduzido para duas malas de 23 kg. Na TAP, cada uma delas sai por 45 euros (R$ 170) se o serviço for comprado com antecedência. Para pagar no ato do embarque, a taxa aumenta para 80 euros (R$ 300). Excesso de peso nas malas gera multa e, naturalmente, deixa tudo mais caro ainda.

Os limites de bagagem de mão, que pode ser levada a tira-colo dentro do avião, permanecem os mesmos: uma mala de até 8 kg e uma sacola ou bolsa de mão de 2 kg. A TAP oferece diferentes tarifas para despachar as malas, e elas acabam por influir na quantidade de milhas recebidas no programa de fidelidade, por exemplo.

Até agora, outras companhias como Latam, Azul e Avianca já reduziram os limites de peso para 23 kg, mas ainda não cobram para despachar a bagagem. Como sempre, vale para o intercambista, turista ou viajante programar-se bem quanto ao que levar, já que os custos podem acrescentar bastante na conta final.

Fonte: UOL

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.