• Menu
  • Menu

Os efeitos do casamento gay na Irlanda

A Irlanda deu um grande passo rumo a se tornar um país menos desigual ao se tornar o primeiro europeu a legalizar, por votação popular, o casamento homossexual, em 2015. No último domingo, comemorações pelo primeiro aniversário da conquista de direitos pelo público LGBT foram feitas por toda a ilha. Uma pesquisa realizada pela organização BeLong To revelou que os efeitos da decisão já são sentidos.

Aumento o número de pessoas que se declarou gay publicamente desde a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Isso mostra um sentimento geral de maior aceitação e liberdade, de forma que quem é gay não se sente reprimido ou teme represálias. Dos entrevistas pela organização que se declararam gays, 39% afirmou que “saíram do armário” depois da vitória nas urnas.

Ainda há muito o que melhorar, no entanto. A pesquisa mostra que 62% dos entrevistados que são gays afirmaram que não sabem a quem recorrer por ajuda psicológica, enquanto que 56% disseram queo bullying sofrido por homossexuais – entre eles piadas e provocações – não diminuiu desde então.

É um processo longo, mas que na Irlanda não demonstra tendência ao retrocesso, o que é admirável para um país tão ligado ao catolicismo.

 

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.