• Menu
  • Menu

O intercâmbio encarado como um período sabático

Muitas pessoas sentem, de vez em quando, a necessidade de dar uma pausa na rotina acelerada da vida. Pode ser um momento de reflexão ou mudanças. E pode ser que esse momento dure minutos, horas, dias ou anos. Neste último cenário, o período em questão pode ser identificado como sabático: um tempo só para si, seus próprios planos e pensamentos.

Foi essa a escolha do consultor de sistemas Ariel Fernando Dias Prebianca, 33 anos, quando ele decidiu embarcar para uma etapa de autoconhecimento na Irlanda. Depois de passar por uma reviravolta em sua vida pessoal no Brasil, Ariel decidiu focar em si e aprender a se redescobrir. Quando chegou na Europa, estava focado em estudar e aprender um segundo idioma e este é justamente um dos principais pontos-chave para que o período sabático não seja encarado como tempo perdido.

De acordo com um artigo publicado no portal online da Revista Forbes, é preciso ter um objetivo em mente e entender as razões e motivações por detrás dessa meta estipulada. Pessoas que escolhem essa opção na vida constantemente sofrem com dúvidas relacionadas  à instabilidade financeira ou planos para carreira. Adotar um período sabático, contudo, não significa abrir mão de tudo o que já for conquistado até aqui, mas sim se preparar para a conquista de muito mais.

“Meu objetivo mudou algumas vezes desde que cheguei na Irlanda. Primeiro pensava em viver em Galway, depois decidi morar na capital e trabalhar na minha área. Agora resolvi ficar em Galway e ingressar em uma faculdade de psicologia. A vida aqui não é tão fácil como imaginava, mas as dificuldades nos mostram o quão forte podemos ser e percebemos que os problemas que achávamos impossíveis podem sim ser solucionados”, relata Ariel Prebianca, sobre sua experiência em um novo país.

Assim que definido o principal objetivo do período sabático é importante não adiar o plano e colocá-lo em ação. Escolher o dia de embarque e começar a poupar dinheiro são os principais primeiros passos. Desenvolver um plano de responsabilidades também é indicado, assim como compartilhar com os amigos e familiares mais próximos seu planejamento. Eles podem ajudá-lo a não desistir e auxiliar com algumas questões burocráticas como o pagamento de contas ou transferências bancárias.

Quem opta pelo período sabático pode passar por intensas transformações e o arrependimento não costuma fazer parte desse processo. Em uma jornada de autoconhecimento muita coisa pode mudar e a experiência de um intercâmbio se torna a motivação para que muitas pessoas possam sair de uma rotina que já não se encaixa mais em suas expectativas de vida. Para ingressar nessa viagem de descobertas, planejamento e determinação são essenciais e suficientes. Basta querer!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.