• Menu
  • Menu

Importação de trabalhadores cresce na Irlanda

Morar na Irlanda e viver a experiência é um sonho para muita gente, algo que algumas vezes esbarra nas limitações de não ser um cidadão da União Europeia. Uma das formas de permanecer no país além dos limites burocráticos é contar com um visto de trabalho, prática que tem crescido no país. De acordo com o jornal Irish Times, a “importação de trabalhadores” deve ser 20% em 2016 do que em relação ao último ano.

Em 2015, 7353 vistos de trabalho foram emitidos a pedidos de empresas, número que deve chegar a 9 mil em 2016. Entre as líderes de importação estão a HSE (Health Service Executive, responsável por prover serviços relacionados à saúde pública na Irlanda) e o Google. Os principais campos de atuação são Tecnologia da Informação, serviços ligados ao atendimento em diversas línguas e o setor de construção.

De acordo com a publicação, o aumento dos pedidos de visto de trabalho indica a recuperação econômica irlandesa, grande notícia para quem tem boa formação, experiência no mercado de trabalho e busca aliar oportunidades profissionais com o intercâmbio. Influi também o fato de muitos profissionais terem deixado a Irlanda nos últimos anos, fruto da crise econômica.

A grande maioria dos trabalhadores importados vêm da Índia, embora o Brasil também figure no top 5 de nacionalidades não-europeias: aparecemos na quarta colocação, atrás do segundo colocado Pakistão e o terceiro, Estados Unidos. Israel completa a lista.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 comment