• Menu
  • Menu

Dicas de economia para quem começou a morar na Europa

Mudar de país não é fácil. A adaptação a uma nova cultura, alimentação e estilo de vida costuma demandar paciência, flexibilidade e investimento. E uma das principais dificuldades neste processo são os recursos financeiros. Para quem pensa em morar na Europa, seja por alguns meses ou definitivamente, o investimento do Brasil e os primeiros meses no novo país são certamente as parcelas que mais pesam no bolso. Para economizar, é importante se informar sobre o país destino e adotar algumas práticas simples pode ajudar.

  • Comunicação eficaz: muitos estudantes que desembarcam na Europa chegam com o objetivo de aprender a língua inglesa. Neste caso, a possibilidade de economizar é mais um forte motivo para o intercambista se esforçar ainda mais em seu aprendizado, para que possa se comunicar fluentemente. Moradores locais conhecem a cidade como ninguém e podem dar dicas sobre os lugares mais baratos para fazer compras, por exemplo. O que nos leva a nossa segunda indicação…
  • Interaja e crie um círculo de contatos: sejam seus amigos brasileiros ou europeus, sempre haverá alguém que conhece o local mais barato ou o desconto em alguma loja. Além de ser muito mais divertido, estar com os amigos pode representar uma grande diferença econômica (na hora de pagar a conta).
  • Divida uma casa: acomodação é um fatores que mais pesam no bolso do intercambista, mas a maioria das cidades oferece opções para estudantes dividirem apartamentos ou quartos. Dessa forma, os valores ficam muito mais acessíveis.
  • Esqueça o carro: a maioria das cidades europeias possui transporte público eficiente e em muitas delas o estudante consegue resolver tudo o que precisa andando mesmo. Além disso, a Europa apresenta diferentes opções de transporte (acessíveis) de uma cidade para outra. Se o intercambista opta ir pelo ar, vale a pena ficar de olho nas promoções das companhia aéreas de baixo custo, já que é possível conseguir voos a partir de £2,99.
  • Coma por menos: muitos restaurantes oferecem descontos para estudantes, a maioria dos estabelecimentos tem promoções diárias e os grandes supermercados europeus costumam fazer muitas ofertas do tipo “3 unidades por £5” ou “pague 1 e leve 2”. A maioria delas realmente vale a pena, por isso é importante ficar atento.
  • Aproveite as atrações gratuitas: o dinheiro curto não é desculpa para ficar em casa. Além de aproveitar parques e atrações abertas ao público, cada cidade europeia costuma ter um dia no mês no qual não é cobrada a entrada para museus e outros locais famosos. Na Irlanda, por exemplo, toda primeira quarta-feira do mês 43 monumentos históricos são abertos gratuitamente para visitação. No país, a maioria dos pubs também não cobra entrada. Desta forma, se você quer curtir uma boa música em uma atmosfera animada não precisa pagar nada por isso!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.