• Menu
  • Menu

Black Friday na Europa: cuidados a tomar

A Black Friday acontece na sexta-feira, 25 de novembro, e é um evento tipicamente norte-americano, no qual lojistas oferecem grandes descontos no dia seguinte ao Dia de Ação de Graças e que invariavelmente provoca cenas como pessoas acampando para poder garantir suas compras e correria dentro das lojas. Nos Estados Unidos, trata-se de uma tradição consolidada e razoavelmente confiável. No Brasil, é tratada com ceticismo. Na Irlanda, mais ainda.

Isso porque, há cinco anos, os irlandeses sequer tinham Black Friday. Como é um evento próximo do Natal e os irlandeses levam as festividades realmente a sério – é tradição, por exemplo, comprar presentes para todos os membros da família, em época em que se gasta muito e compromete-se o orçamento de meses -, surge sempre a ânsia de aproveitar os descontos. Mas eles realmente existem? Como se comportar na Black Friday se você estiver na Irlanda?

O jornal Irish Times entrevistou membros da Retail Excelent Ireland, organização ligada aos lojistas locais, e identificou que os itens mais propensos a ter desconto real são sapatos, casacos e bolsas, normalmente um pouco caros, mas que podem render boas ofertas. No mais, vale mais a pena focar em grandes itens: eletroeletrônicos, principalmente.

No mais, a Black Friday acaba sendo uma forma de os lojistas seduzirem os compradores a adquirir itens que estão há muito tempo parados no estoque. Então, surgem propostas de produtos os quais você não precisa e, normalmente, não pagaria por, mas que agora parecem atraentes e te fazem pensar: por que não?

Boa parte dos irlandeses, aliás, vai comprar em sites britânicos, o que ainda pode ser um bom negócio, antes que a saída do país da União Europeia se concretize. Para se ter uma ideia: o grupo de consumidores britânicos “Which?” fez uma pesquisa comparando preços de produtos em grandes sites por três meses antes da Black Friday. Pouco mais da metade apresentou real desconto no grande dia, sendo que apenas 8% apresentaram oferta que não se repetiria pelos cinco meses seguintes.

Quer dizer: é bom tomar cuidado. Especialmente se você é intercambista e acha que seus suados euros podem render bons descontos por estar fora do Brasil, onde a política de impostos encarece alguns produtos de forma absurda.

Crédito: Irish Times

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.